quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Outras primaveras virão...








Ah! Quem dera...
Ser sempre primavera!
E no esperar continuo:
Trazendo em seu sopro: o pólen
Tecendo a madrigal aurora,
Matéria- prima intacta,
Ainda não fecundada
Pelas mãos do destino!
Encontro prometido
Da esperança ainda não vivida,
Na sempre mudança dos dias...
Ainda virão outras primaveras:
Onde há de florir em nossos campos,
A incansável estação da perseverança!








Pictures by: Claude Monet     PRIMAVERA





5 comentários:

  1. Ah, virão outras Primaveras! O tempo é fecundo e perfumosa a alma! Um abraço carinhoso!

    ResponderExcluir
  2. Rita Schultz: Sempre há esperança, pois a vida nos contagia, irreversivelmente, com um perfume que está sempre por vir! beijos! Amiga Poetisa


    ps: sempre é lindo: as coisas que naturalmente você escreve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. anita: e um privilégio estar em sua companhia e fico sempre feliz com sua presença! bjs!

      Excluir